Denarc busca traficante que ‘ostentava’ com carro de luxo e empresas de fachada na região

Aproximadamente 30 policiais da Denarc (Divisão Estadual de Narcóticos) e Polícia Militar estão nas ruas nesta terça-feira, 24, para dar cumprimento a cinco mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva, na operação denominada Fake Company.

As investigações conduzidas pelo Denarc e Setor de Inteligência do 4° Batalhão da PM, começaram com o objetivo de prender um traficante foragido da Justiça, que havia sido alvo de investigações conjuntas entre o Denarc e a Polícia, as quais foram concluídas no mês de fevereiro deste ano.

O traficante R.C.X. havia sido indiciado por tráfico e associação para o tráfico, tendo em razão das investigações sido decretada a prisão preventiva. Apesar da decretação da prisão, o suspeito ainda não havia sido localizado. Através das investigações soube-se que o traficante foragido estava circulando na cidade de Paiçandu com um veículo Hilux/SW4 de cor branca.

No dia 20 de outubro, policiais do Pelotão de Choque do 4° BPM conseguiram avistar o traficante circulando na cidade de Paiçandu com o veículo suspeito, momento em que, ao avistar a viatura policial, o foragido acelerou seu veículo empreendendo fuga em alta velocidade e colocando pedestres e outros condutores em risco, o foragido chegou a efetuar um disparo de arma de fogo contra equipe Choque.

Durante a perseguição, por alguns minutos, os policiais perderam o veículo de vista, porém antes disto acontecer, visualizaram uma mulher que estava de passageiro do veículo jogar uma sacola para fora do veículo. Posteriormente constataram que o conteúdo da sacola tratava-se de 307 gramas de crack. Na continuidade das buscas, os policiais militares localizaram o veículo Toyota/Sw4 utilizado pelo foragido, o veículo encontrava-se estacionado.

Ao lado do veículo encontrava-se a passageira do veículo R.C.S, a qual teria jogado a sacola com a droga para fora do veículo durante a perseguição, sendo esta identificada como esposa do traficante. A mulher foi conduzida ao Denarc onde foi autuada por tráfico de drogas, o veículo que encontra-se registrado em nome de terceiro, foi apreendido. Quanto ao veículo Toyota/Hilux SW4, ano 2017, avaliado em aproximadamente R$ 200 mil, apurou-se que há vários indícios que o mesmo, apesar de estar em nome de terceiro, pertença ao casal investigado por tráfico de drogas.

As investigações apuraram também, que o casal possui duas empresas, havendo fortes indícios de que as mesmas sejam utilizadas para lavar dinheiro do tráfico. Na data de hoje, a ação tem como objetivo cumprir dois mandados de prisão preventiva contra o traficante, além de cinco mandados de busca e apreensão. Os mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em três residências e três empresas. As empresas ficam situadas nas cidade de Maringá e Paiçandu e as residências em Paiçandu e Maringá.

Leonardo Filho – Da redação

(Fonte: odianacidade.com.br)

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*