Jovem é suspeito de matar os pais e cenário ‘macabro’ impressiona os policiais

“Um cenário completamente macabro”. Foi assim que um policial militar definiu a cena de um crime ocorrido na madrugada desta quarta-feira, 4. Guilherme Heringer Cesar, de 22 anos, é suspeito de matar os próprios pais, em casa, na cidade de Vila Velha (ES).

Quem aponta o jovem como autor do crime é a Polícia Civil. Ele teria esfaqueado os pais e, posteriormente, tirado a própria vida, de acordo com o Departamento Especializado de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP). O corpo de Guilherme foi encontrado entre a cidade de Vila Velha e Vitória.

O que chamou ainda mais a atenção foi o local. O imóvel estava todo revirado e foram encontradas cruzes pintadas e páginas da Bíblia queimada. O pai, Paulo de Oliveira Cesar, foi encontrado no banheiro, já a mãe, Raquel Heringer Cesar, estava na cama.

O pai tinha 68 anos e era pastor, além de médico urologista. A mãe tinha 61 anos. A ocupação dela não foi informada.

De acordo com relato dos investigadores, Guilherme teria ingerido bebida alcóolica durante a noite, até que foi até a cozinha e, com uma faca, esfaqueou a mãe que estava dormindo. O pai entrou em luta corporal com o filho, mas também foi vitimado.

UOL ainda informa que o jovem ligou para parentes, depois do crime, e comentado que havia “cometido uma besteira”. Ele fugiu com o carro do pai. A faca foi encaminha à perícia. Os corpos dos pais foram encaminhados ao Departamento Médico Legal de Vitória.

Na cena do crime, além das cruzes e das páginas queimadas da Bíblia, a polícia se deparou dígito 666 estava nas portas. O número é considerado da “besta” por religiosos.

“Um cenário completamente macabro. Parecia aquelas coisas de filme de terror. De exorcismo ou invocação demoníaca. Assustou muito a gente. Um colega chegou a fazer uma oração antes de entrar. A gente nunca espera encontrar essas coisas em uma ocorrência”, declarou um policial militar à UOL, sem se identificar.

Guilherme estudava medicina em uma instituição de ensino particular, na cidade de Vitória. De acordo com a reportagem, os vizinhos da família nunca haviam presenciado nenhum conflito entre pais e filho. A perícia investiga a motivação do duplo homicídio com arma branca.

As informações são do UOL.

(Fonte: umuaramanews.com.br)

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*