60 quilos de embutidos vencidos e com fungos são apreendidos em supermercado da região

Após o recebimento de denúncia de venda de pacotes de arroz com carunchos, a equipe de fiscalização da Vigilância Sanitária esteve em um supermercado na região norte em Sarandi, onde a denúncia foi confirmada. O PROCON foi acionado e após varredura no estabelecimento foram apreendidos centenas de produtos com irregularidades entre os quais, em torno de 60 kg de embutidos como mortadelas e linguiças calabresas com prazo de validade vencidos ou com fungos.

O estabelecimento foi autuado pela infração e terá prazo para apresentar defesa, agentes da Polícia Civil de Sarandi estiveram no local e o responsável pelo estabelecimento foi conduzido para a delegacia. As mercadorias foram encaminhadas para perícia e posterior descartada.

Segundo os Órgãos, a multa varia entre R$ 500 a R$ 50 mil pela Vigilância Sanitária, e entre R$ 400 a R$ 6 milhões pelo PROCON, as multas a serem aplicadas em processo administrativo são calculadas de acordo com a gravidade da infração e o porte da empresa, entre outros critérios.

“A rotina de todo comerciante deve ser a de verificar constantemente suas mercadorias, e ter os devidos cuidados no seu armazenamento e exposição à venda ao cliente. Vale lembrar que o alimento pode não ter sofrido deterioração e nem apresentar cheiro ou visual de estragado, mas ter a contaminação, que é mais séria por poder provocar desde um problema intestinal até a morte”. A advertência é feita pelo diretor da Vigilância Sanitária, Hugo Bezerra.

De acordo com o coordenador do PROCON Sarandi, Dr. Lucas Dornellos, o consumidor que adquirir um produto com prazo de validade expirada, contendo corpo estranho ou estragado, tem o direito de trocar o alimento ou receber o dinheiro de volta. Se o consumidor passar mal por ter consumido um alimento impróprio ao consumo pode judicializar ação de indenização contra quem vendeu o produto.

(Informações Prefeitura de Sarandi)

(Fonte: obemdito.com.br)

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*