Após denúncia, Polícia Militar prende homem que torturou e matou gato

De acordo com a Polícia Militar de Paranavai, a solicitante, uma mulher de 43 anos, solicitou o apoio policial até o Jardim Renascer, pois o mesmo homem, que no último dia 29 de janeiro, teria torturado e matado um gato, que seria um animal de estimação de uma família, estava jogando fogos de artifício em sua residência.

Ao chegar na região, os policiais receberam a informação de uma idosa de 64 anos, de que o homem teria lhe ameaçado e tentou arremessar fogos contra a casa dela. Quando a equipe avistou o autor, tentou abordá-lo, porém, ele não cooperou, foi agressivo com a equipe policial, investindo contra os policiais, e entrou em sua residência que fica próximo ao local.

Em um dado momento ele saiu e passou a discutir com populares e novamente, os policiais tentaram abordagem, porém, o homem novamente investiu contra os militares, e logo após retornou à sua casa. Após uma negociação com os policiais, o homem saiu da residência,  e como não acatou as ordens estabelecidas, os policiais, o interceptaram e o algemaram. O autor resistiu mas foi contido. Mesmo algemado ele proferia ameaças contra o oficial comandante da equipe.

O autor foi levado à uma unidade de saúde e de lá possivelmente será transferido para uma unidade de internamento. Diante disso, todas as vítimas, incluindo a equipe policial, retornarão posteriormente à Delegacia.

(Fonte: Paranavaí em Destaque)

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*