Preso homem acusado de matar mulher por denunciar maus tratos a cachorro

A Polícia Civil de Campo Mourão cumpriu, nessa sexta-feira (23), um mandado de prisão expedido pela Justiça em desfavor de um homem de 21 anos. Ele é acusado de matar com uma tijolada, uma mulher, de 33 anos, por ela ter denunciado maus tratos praticados por ele contra um cachorro. O homem estava escondido no Assentamento Marajó, em Peabiru, e foi trazido para a 16ª SDP de Campo Mourão.

A desavença com a mulher, defensora da causa animal em Campo Mourão, ocorreu no dia 20 de setembro, no Jardim Paulista. Como ele estava agredindo o cachorro dele com um pedaço de madeira, a mulher interveio e chamou a Polícia Militar, assim como a ONG que cuida de animais.

Quando a PM chegou o agressor havia fugido da casa, mas depois que os policiais saíram ele voltou a atacou a mulher com uma tijolada, que acertou a cabeça dela. A vítima foi socorrida e levada ao hospital Santa Casa em estado grave e morreu na madrugada do dia 14 de outubro. Ela era voluntária da PAIS (Associação Protetora de Animais Independentes) e cuidava de 12 animais vítimas de maus-tratos. No dia das agressões, o homem foi levado à delegacia, prestou depoimento e foi solto para responder inquérito por lesão corporal.

Com a morte da mulher, agora responderá por lesão corporal seguida de morte ou homicídio. O crime causou muita revolta, manifestadas principalmente nas redes sociais, a maioria cobrando justiça. O cãozinho agredido por ele foi recolhido pela ONG e já ganhou um lar.

(Fonte: Tribuna do Interior via Goionews)

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*