CÂMARA DE VEREADORES DE SARANDI É ALVO DE ATENTADO A TIROS

A Câmara Municipal de Sarandi sofreu um atentado a tiros no início da madrugada desta sexta-feira (25). Segundo a Polícia Militar, por volta das 0h30, um carro escuro, parecido com um Omega, onde estavam três pessoas, parou em frente ao prédio. Uma testemunha contou ter visto um homem descer do veículo e efetuar vários disparos, fugindo com o carro em seguida.

Notícias Relacionadas
22/11/2011 08:43:00Vereadores de Sarandi aumentam salário de prefeito para R$ 19,8 mil
18/11/2011 02:00:00Suspeito de atentado é preso em flagrante com pistola
13/11/2011 11:59:00Carro do “Maringá Urgente” leva mais de 10 tiros de pistola
10/10/2011 10:13:00Maringá registra atentado ao Banco Santander e a outros dois alvos
04/10/2011 02:00:00Capturado suspeito de mortes e atentados
29/08/2011 07:41:00Sede de emissora de tv em Maringá é alvo de atentado a tiros
31/07/2011 02:00:00Câmara de Maringá é alvo de atentado a tiros de 9 mm
Os tiros acertaram vidros da Câmara e também o prédio. No local, a Polícia Militar encontrou 15 projéteis de pistola 9 mm.

Segundo a Polícia Civil, o edifício não possui câmeras de vigilância. “Vamos verificar agora se algum estabelecimento próximo tem imagens que possam nos ajudar”, fala o investigador Fabiano Murbach.

Conforme a PM, entre os integrantes do grupo estaria uma mulher. Policiais estão fazendo patrulhamento desde o início da madrugada para tentar localizar os criminosos, mas até o momento não há pistas sobre o paradeiro deles.

O prédio da Câmara Municipal de Sarandi está interditado para que a criminalística da Polícia Civil possa fazer a perícia. Ainda hoje vereadores e funcionários do recinto devem ser ouvidos.

Motivação e segurança

A polícia não sabe precisar os motivos que levaram ao atentado. Há a suspeita de que o crime poderia ser reflexo da polêmica que ronda a Câmara atualmente. Na última terça-feira (22), a Câmara aprovou um aumento de 45% nos subsídios dos vereadores para a próxima legislatura, saltando de R$ 5,5 mil para R$ 7,9 mil. O salário do próximo prefeito deve ser R$ 19,8 mil.

O presidente da Câmara, Rafael Psizybulski (PP), não acredita que o atentado tenha motivação política. “Nosso aumento nem foi tão grande assim. Isso é coisa de vândalos, não é um ato de pessoas que realmente se importam com política”, afirma.

Segundo Psizybulski, foi aberta, há 15 dias, uma licitação para a compra de câmeras de vigilância. “Vimos o que aconteceu em Maringá e achamos por bem nos precaver”, fala.

Nesta tarde, os vereadores devem se reunir para discutir medidas que reforcem a segurança da Câmara Municipal.

Atentados

Em Maringá, uma série de atentados tem dado trabalho aos policiais. No fim de julho, a Câmara da cidade também foi alvo de tiros de pistola 9 mm. Um acusado já foi detido. Em agosto, o prédio da RPC TV foi alvejado, assim com o Banco Santander, em outubro. No dia 13 de novembro, um veículo do programa televisivo Maringá Urgente foi atingido por tiros. Dois suspeitos foram presos.

(Fonte: O Diário)

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*