MULHER É RAPTADA DE ALDEIA EM GUAÍRA

Guaíra – Uma mulher de descendência indígena foi vítima de rapto, na noite de sábado (26), na VIla Eletrosul em Guaíra. Segundo a Força Alfa, a vítima caminhava ao lado de seu companheiro nas proximidades da aldeia quando um homem os abordou dizendo que levaria a mulher consigo. A vítima foi encontrada perdida numa mata sete horas após seu desaparecimento.
Aos policiais o casal informou que caminhavam próximo a aldeia quando um homem os ameaçou. “Ele os interpelou dizendo que aquele não era o lugar deles e deveriam voltar para o lugar de onde vieram”, informou o 1º sargento da Força Alfa, Romualdo de Amorim através de um comunicado à imprensa.
Após ameaçar o casal com um facão e dizer que ia levar a mulher, o homem agrediu fisicamente o casal. “A mulher correu para dentro de uma mata e foi perseguida pelo agressor. O companheiro dela e alguns indígenas iniciaram uma busca na mata, mas não obtiveram êxito”, lamentou o sargento.
Em contato com os policiais militares, o cacique da aldeia junto a Força Alfa foram até o local e sete horas após o desaparecimento da mulher localizaram a vítima. “Ela estava muito assustada, aparentemente sem ter sofrido nenhum mal. Ela nos disse que correu para o mato e se escondeu e por não conhecer o local ficou perdida?, informou Amorim.
A Ocorrência foi registrada na Delegacia de Polícia de Guaíra que investigará o caso, uma vez que o suspeito das agressões vive nas proximidades da aldeia.

(Informações Umuarama Ilustrado)

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*