PRESO EM CAMPO MOURÃO, HOMEM CONFESSA PARTICIPAÇÃO NO RESGATE DE DETENTO EM GOIOERÊ

Em depoimento prestado ao delegado Edson da Rosa na manhã de terça-feira, 22, Arnaldo Rodrigues da Silva, o Pinóquio, que está preso na cadeia de Campo Mourão, confessou ter participado do arrebatamento do preso Augusto Komachena Machado, ocorrido no dia 16 de fevereiro, quando ele estava sendo levado ao Pronto Socorro.
Pinóquio disse que a ação foi realizada com a participação de um adolescente, cujo nome a polícia de Goioerê já tinha informação, todavia ele não falou o nome das outras pessoas que participaram da ação, que envolveu pelo menos três pessoas.

Depois do arrebatamento, segundo Pinóquio, eles fugiram com a viatura e seguriam em direção à Gleba 32, onde estourou um pneu, e eles tiveram de abandonar o veículo. Ele afirmou que ficaram escondidos em um mato por dois dias, e que chegaram a vir para a cidade, à noite, para buscar comida.
Segundo o delegado Edson da Rosa, As investigações do caso continuam sendo realizados e há informações de outros nomes que teriam participado da ação.

ENTENDA O CASO: No dia 16 de fevereiro último o preso Jorge Komachena Machado insistiu durante todo o dia para ser levado ao médico. No final da tarde ele foi encaminhado, junto com outro preso, ao Pronto Socorro Municipal. Quando a viatura chegou ao PS, o auxiliar de carceragem que levava os presos foi dominado por dois homens armados, enquanto outro assumiu o comando da viatura e todos fugiram com a viatura, levando o preso Jorge Komachena Machado, que era de Campo Mourão e estava na cadeia de Goioerê em troca por outro preso.

(Informações Goionews)

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*