Veja o vídeo – Apoiadores de Moro e Bolsonaro trocam provocações em frente à sede da PF

Apoiadores do ex-ministro da Justiça, Sergio Moro e do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) entraram em confronto hoje, em frente à sede da Polícia Federal, em Curitiba. Moro vai prestar depoimento na manhã de hoje, no locoal. O depoimento faz parte de um inquérito que apura acusações que o ex-ministro fez sobre o presidente Jair Bolsonaro. Segundo indicou Moro, o presidente tentou interferir no trabalho da Polícia Federal (PF). O local do depoimento deve ser a superintendência da Polícia Federal no bairro Santa Cândida, em Curitiba.

Logo pela manhã, manifestantes contrários e admiradores do ex-ministro se concentraram no local, portando cartazes. Aliados do presidente chamaram Moro de “traidor”, enquanto apoiadores do ex-ministro defendiam a operação Lava Jato e a atuação do ex-juiz. 

Moro pediu demissão do Ministério na última sexta-feira (24), depois que Bolsonaro exonerou o então diretor da Polícia Federal Maurício Valeixo. Uma vez foora do cargo, o ex-juiz voltou a morar em Curitiba.

Na quinta-feira (30), o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que Moro fosse ouvido pela PF em até cinco dias. O depoimento será tomado por dois delegados do Sinq, grupo que investiga inquéritos que correm no Supremo Tribunal Federal (STF), e procuradores da equipe do procurador-geral da República, Augusto Aras, que solicitou a abertura da investigação.

Nesta quinta-feira (29), a revista ‘Veja’ publicou uma entrevista de Moro, que a concedeu para se defender de “fake news” e para explicar sua saída do governo do presidente Jair Bolsonaro. “Concedi entrevista à Revista Veja com a intenção exclusiva de me defender das fakes news (sic) e ofensas e explicar minha saída do Governo, nem mais nem menos”, escreveu ele, no Twitter.

Fonte – Bem Paraná via Portal Palotina

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*