Corpo de mulher é encontrado dentro de creche, e Siate diz que ela morreu asfixiada com capuz

Foto: Vanessa Rumor/RPC

O corpo de uma mulher foi encontrado dentro de um Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI), em Curitiba, na manhã desta quinta-feira (28). De acordo com o Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate), ela morreu asfixiada com o capuz da blusa.

Os bombeiros foram acionados por volta das 7h. Quando os funcionários do CMEI Monteiro Lobato chegaram, encontraram o corpo em uma das salas, nos fundos do terreno, que fica no Tatuquara.

A mulher aparentava ter cerca de 25 anos e, segundo informações de testemunhas, pode ter entrado na creche para furtar algum material. Ao passar pela janela, o capuz da blusa ficou enroscado.

Aulas suspensas

As crianças foram dispensadas, e as aulas foram suspensas durante esta quinta-feira.

Ninguém do CMEI quis gravar com a equipe de reportagem da RPC que foi até o local nesta manhã.

O que diz a prefeitura

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Educação informou que, por ano, tem um gasto médio de R$ 310 mil para recuperação de unidades da rede municipal de ensino que sofrem algum tipo de vandalismo.

O valor inclui reposição de vidros, esquadrias, cabos, tubulações, grades, telhas, portas e serviços de pintura, conforme a prefeitura.

A secretaria pede para que a população que vive perto das escolas e CMEIs contribua para que as unidades educacionais fiquem protegidas da ação de vândalos.

“O apoio da comunidade é importante para que a Guarda Municipal, a polícia e a empresa de segurança possam agir rapidamente”, diz um trecho da nota.

(Fonte: g1.globo.com)

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*