Homem suspeito de atirar em casa de policial é preso por tentativa de homicídio

Exame balístico feito nessa sexta-feira, 8, confirmou que o estojo encontrado dentro do carro do suspeito de atirar na residência em que mora um policial civil no Jardim Atami em Maringá é idêntico aos que foram recolhidos em frente ao imóvel atingido. O carro foi apreendido no fim da tarde de quinta-feira em Sarandi.

O proprietário de 57 anos foi preso e indiciado no crime de tentativa de homicídio. “O entendimento do delegado Laércio Fahur foi de que ao atirar ele assumiu o risco de matar alguém por isso foi autuado”, explicou o delegado chefe da 9ª Subdivisão Policial (SDP) de Maringá Adão Rodrigues.

Motivos do atentado

De acordo com a polícia, a casa e o carro atingidos são da atual companheira do policial. O atirador é ex-marido desta mulher. “Por isso, a motivação do crime, ao que tudo indica, não tem relação com a atividade do investigador e sim relacionado a esse fato”, completou o delegado. A polícia também encontrou mensagens com ameaças feitas pelo homem. Algumas foram divulgadas para a imprensa. O veículo permanece apreendido e o homem segue preso. A arma usada ainda não foi apreendida.

(Fonte: Portalpingafogo.com.br)

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*