Operação contra furto de combustível é realizada no interior do Rio e no Paraná

A Operação Sete Capitães, realizada na manhã desta terça-feira (5), visa cumprir sete mandados de prisão e 11 de busca e apreensão expedidos contra uma organização criminosa suspeita de praticar furto de petróleo e derivados no interior do Rio. Cinco pessoas, incluindo um policial militar, já foram presas.

A ação acontece nos municípios de Campos dos Goytacazes, Macaé, Quissamã, Carapebus, Rio das Ostras, Casimiro de Abreu e Cabo Frio, além do estado do Paraná.

A operação é realizada pela Secretaria de Estado de Polícia Civil (Sepol), Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), Agência Nacional de Petróleo (ANP), Petrobrás e Transpetro.

Segundo a Polícia Civil, as investigações, que tiveram início há cerca de 10 meses, apontaram que os criminosos localizavam os dutos de petróleo bruto e faziam uma derivação clandestina por onde desviavam o produto da subtração.

De acordo com o delegado Julio da Silva Filho, titular da Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD), a apuração levantou ainda que a organização fazia em média de duas a três retiradas por semana, totalizando cerca de 150 mil litros de petróleo e derivados desviados.

As investigações apontam que o petróleo furtado seria enviado em caminhões bitrens, com capacidade para subtrair aproximadamente 50 mil litros, para cidades no Paraná.

Ainda de acordo com a polícia, os presos vão responder pelos crimes de organização criminosa, contra ordem econômica, furto duplamente qualificado e contra o meio ambiente.

Os presos serão encaminhados ao Rio de Janeiro.

(Fonte: G1.globo.com)

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*