Megaoperação Mancomunados da PM prende 27 pessoas por tráfico de drogas no Noroeste do estado

Menos de 24 horas depois do início de uma grande operação a nível estadual contra facções criminosas que terminou com 67 mandados de Prisões e 96 mandados de Busca e Apreensão cumpridos, a Polícia Militar, juntamente com o Ministério Público e apoio da Polícia Civil, novamente deflagrou mais uma ação de inteligência, agora focada no combate ao tráfico de drogas, na região Noroeste do estado: a Operação Mancomunados. As ações ocorreram nas cidades de Ubiratã, Campina da Lagoa, Juranda e Janiópolis nesta quinta-feira (1º/08) e resultou em 27 presos em locais externos, e mais 14 em unidades prisionais.

O Subcomandante-Geral da Polícia Militar, coronel Antônio Carlos de Morais, acompanhou os desdobramentos da operação, assim como os trabalhos em campo, tanto de hoje quando de ontem, e garante que este tipo de resultado contribui muito para a redução da criminalidade em todo o estado.

“Tivemos resultados ótimos. O Paraná está tendo uma redução de crimes em todos os municípios do estado e isso tem uma explicação objetiva: são ações preventivas constantes, executadas pela PM e por outras instituições de segurança pública, que provocam a queda nos números da criminalidade. O resultado, como o da operação de hoje e de outras tantas, mantém a redução dos índices, proporcionando à sociedade mais tranquilidade”, disse.

Segundo o Comandante do 11º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Julio Cesar Vieira da Rosa, os resultados são expressivos e mostram à população que a Polícia Militar está atuando com rigor e empenho no combate à criminalidade. “A avaliação é muito positiva, tendo em vista que atuamos contra o tráfico de drogas, causa de outros crimes como furtos, roubos e até homicídios”, explicou.

O balanço final da operação é de 27 presos, mais 14 prisões feitas em unidades prisionais, dois adolescentes apreendidos, e três armas de fogo (um revólver, uma espingarda tipo garrucha de calibre .22, uma espingarda de calibre .28), além de dois simulacro de arma de fogo (um de revólver e outro uma espingarda de pressão), todos apreendidos. Porções de cocaína e maconha também foram localizadas, mas em pequena quantidade. Todos os mandados de Busca e Apreensão, bem como os de Prisão, foram cumpridos.

A operação iniciou-se por volta de 6 horas e contou com 180 policiais militares e civis e de 50 viaturas. O esforço foi para o cumprimento de 40 mandados de Busca e Apreensão (20 pela PM e 20 pela Polícia Civil) e de 42 mandados de Prisão, dos quais 14 foram feitos contra apenados que já se encontram em unidades prisionais. De acordo com as informações do 11º Batalhão de Polícia Militar (11º BPM), todos tem envolvimento com tráfico de drogas e em facilitar o acesso de materiais ilícitos na Cadeia de Ubiratã.

O trabalho de inteligência da Polícia Militar, por meio do 11º Batalhão da PM, iniciou-se há quatro meses, ao verificar denúncias e ocorrências que apontavam a existência de um grupo que coordenava o comércio de drogas nas cidades alvo da operação. Por meio da PIC (procedimento de investigação criminal) do Ministério Público da Comarca de Ubiratã, a Polícia Militar conseguiu a localização dos envolvidos e com os indícios da atividade criminosa, e solicitou ao Judiciário a emissão dos mandados judiciais.

O efetivo da operação contou com integrantes da Rondas Ostensivas Tático Móvel (ROTAM), da Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (ROCAM), da Patrulha Rural e da Radiopatrulha do 11º Batalhão. Também há apoio de um helicóptero do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA), bem como a atuação de equipes de ROTAM e do Pelotão de Canil do 3º Comando Regional da PM (3º CRPM). Policiais militares do 4º Batalhão (Maringá), do 25º Batalhão (Umuarama) e do 7º Batalhão (Cruzeiro do Oeste) também participaram da operação.

(Fonte – 11º BPM Polícia Militar)

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*