Prejuízo causado por suposta missionária em Goioerê pode passar de R$ 500 mil

Foto ilustrativa

Uma suposta missionária que agia em Goioerê se dizendo “enviada de Deus” e que era “usada” por Deus para fazer milagres deu um prejuízo estimado em mais de R$ 500 mil em pessoas de Goioerê, conforme avaliação de pessoas ligadas à investigação do caso.

A mulher agiu em Goioerê durante dez anos e as vítimas era preferencialmente frequentadoras de igrejas evangélicas, mas há também informações de que pessoas católicas também foram lesadas pela mulher, que está sendo acusada formalmente de estelionato e curandeirismo.

Conforme informações levantadas pelo site Goionews, a mulher residia em Goioerê e atualmente mora em Tapejara. Ela supostamente agia em conluio com um casal de filhos, que podem ser cúmplices nos golpes.

A mulher induzia as pessoas a acreditar que tinha poderes e depois começava a fazer solicitação de dinheiro. Dizia que estava com problemas financeiros e pedia ajuda.

Quando a ajuda não era dada, a missionária “recebia” mensagens de coisas ruins para a vida das pessoas, mas dizia que iria orar para que aquilo não acontecesse, forçando algum favorecimento.

A mulher solicitava ajuda em dinheiro para pagar materiais para uma obra que estava fazendo em sua casa em Tapejara, pedia para a vítima abrir uma conta em supermercado para ela comprar alimentos, para pagar a prestação do carro e até para arrumar o cabelo. De uma das vítimas estima-se que ela pegava cerca de R$ 3 mil por semana.

Acredita-se que haja mais vítimas da falsa missionária e que ainda possivelmente nem saibam que estão sendo lesadas em sua boa-fé, e outras que descobriram o golpe e não querem ou têm receio de denunciar para a polícia.

(Fonte: www.goionews.com.br)

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*