Parceria entre órgãos da saúde beneficia 96 pessoas com aparelhos auditivos

Atendimento corresponde a uma redução de 50% na fila de espera, que será zerada até o final do ano

A união entre a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Cianorte com a 13ª Regional de Saúde e o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Centro Noroeste do Paraná (Ciscenop), mais uma vez, garante o acesso da população a próteses especiais. Nesta ocasião, 96 pessoas foram beneficiadas com aparelhos auditivos. A entrega teve início na última segunda-feira (27) e foi concluída na terça (28), no Paço Municipal Wilson Ferreira Varella.

Segundo a secretária de Saúde, Michelly Viguiato Pricinotto, o feito é resultado de muito trabalho que, iniciado em abril deste ano, contou com várias etapas. “O recurso foi solicitado pelo Município ao Governo do Paraná, especificamente para esta finalidade, visto nossa preocupação com a demanda reprimida. Com a verba estadual, e por meio do Ciscenop, realizamos o credenciamento da Clínica Champagnat, de Toledo, especializada em saúde auditiva de média complexidade, que é a responsável por fornecer e regular os aparelhos”, explicou.

O atendimento envolve desde avaliações audiológicas, definição do tipo de aparelho, moldagem e confecção, até chegar à entrega, na qual o paciente e um acompanhante recebem orientações e tiram dúvidas, em grupo, com a equipe técnica da clínica, sobre o uso, manuseio e higiene do aparelho. Já de maneira individualizada, é feita a regulagem precisa e personalizada da prótese no usuário. “Além disso, os beneficiários terão à disposição quatro retornos de acompanhamento com os profissionais para orientar e garantir a adaptação”, afirmou a gerente da Clínica Champagnat, Sueli Michelon.

Esta foi a primeira de duas entregas contempladas pelo credenciamento e corresponde a uma redução de 50% da demanda por aparelhos auditivos em Cianorte. “A outra parcela de beneficiários já está realizando os exames e a previsão é de zerar a fila de espera até o final do ano”, destacou a secretária executiva do Ciscenop, Andreia Fancelli. Nesse sentido, a chefe da 13ª Regional de Saúde, Adriana Batista Gonçalves Guimarães, salientou que “são iniciativas como esta, formalizadas em parcerias, por meio do deputado que nos representa em Curitiba e do prefeito Bongiorno, que é um gestor comprometido com a saúde, que geram soluções ágeis e concretas”.

Já o prefeito Bongiorno expressou satisfação: “É dever do poder público cuidar das pessoas e ampará-las, no sentido de providenciar as condições necessárias para que tenham uma vida digna. Por isso, entregamos estes aparelhos como um mérito e direito de quem recebe e não como um favor de quem doa. Este foi um dia muito especial e marcado pela emoção, tanto das pessoas que estão retomando a audição e, consequentemente, a autonomia e autoestima; quanto nossa, por proporcionar essa felicidade”.

QUALIDADE DE VIDA – Segundo uma das fonoaudiólogas da Clínica Champagnat, Jaquelaine Paganini, “quando a pessoa sofre de privação sensorial, fica predisposta a danos emocionais e tende ao isolamento, pois por não conseguir compreender o que se fala, principalmente em ambientes com sons competitivos, deixa de realizar suas atividades e vai se afastando dos amigos, das reuniões familiares e outras. Além disso, a perda auditiva é um dos fatores que podem causar prejuízos ao sistema cognitivo e está intimamente ligada ao desenvolvimento de doenças neurológicas. Por isso, o uso do aparelho auditivo, que é a oportunidade de ter acesso ao som, traz uma melhora significativa na qualidade de vida e afeta a saúde por completo, uma vez que favorece a atividade do sistema neural, as habilidades de concentração e de memória, além de possibilitar o aprimoramento da comunicação e o desenvolvimento das relações sociais”.

(Fonte: Assessoria PMC)

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*