Padrasto acusado de estupro é preso na porta da delegacia

Um homem de 47 anos, acusado de ter estuprado a enteada de apenas 13 anos, foi preso na porta da Delegacia de Polícia no município de Icaraíma (78 quilômetros de Umuarama). A localização e detenção do padrasto da vítima foram feitas por integrantes da Polícia Militar daquela cidade por volta das 17h do sábado (28).

Segundo os PMs, C. B. da S., de 47 anos, ficou sabendo que havia sido denunciado por familiares. Preocupado com tal informação, foi até a delegacia tentar esclarecer os fatos. Quando chegou à porta da DP, foi atendido pela equipe militar.

Numa rápida averiguação através de sua identidade, foi verificado que contra ele havia um mandado de prisão expedido pela Justiça da Comarca de Icaraíma. A acusação era de estupro a vulnerável. ele negou ter praticado o crime.

O padrasto e a esposa cuidavam da menina desde os primeiros anos de vida da criança. A madrasta não foi citada em nenhum momento a respeito da investigação e nem mesmo se teria sido ela a ter feito a denúncia.

O caso que está sendo averiguado pela Polícia Civil daquela cidade e ainda não foi concluído, apesar da prisão do principal suspeito. Os detalhes de como e por quanto tempo ele agia, não foram revelados.

A garota será submetida a exames de conjunção carnal no Instituto Médico Legal (IML) de Umuarama no decorrer das investigações.

Ainda conforme os PMs, havia uma determinação no Mandado Judicial de prisão, de que fizessem buscas na residência do acusado. “Nós fomos até a casa dele, que fica no centro da cidade e recolhemos telefones celulares e um notbook”, relatou o policial que falou com OBemdito na tarde deste domingo (29).

O policial revelou também que durante as averiguações, no telefone celular da adolescente vítima do crime, foram encontradas mensagens de texto enviadas pelo padrasto, que configuram o crime.

O inquérito policial instaurado pela Polícia Civil tem 30 dias para ser concluído e enviado ao Ministério Público. Somente então é que a promotoria poderá efetuar denúncia contra o acusado, que permanece recolhido à Cadeia Pública de Icaraíma, onde aguarda decisões judiciais.

(Fonte: Obemdito.com.br)

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*