Horário para vacinação contra a gripe é estendido em Cianorte

De segunda a quarta-feira (28, 29 e 30 de maio), seis Unidades Básicas de Saúde atenderão até às 19h

Faltam poucos dias para o encerramento da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe e, para incentivar a procura pela imunização, a Secretaria Municipal de Saúde de Cianorte elaborou um cronograma especial de atendimento aos grupos prioritários. De segunda a quarta-feira (28, 29 e 30 de maio), as Unidades Básicas de Saúde da Extensão, do Setor 04, Setor 08, Vila Sete, Cianortinho e Jardim Universidade atenderão até às 19h – as demais cumprirão o horário normal de expediente, que encerra às 17h.

Devem receber a dose as crianças de seis meses às menores de cinco anos, pessoas com mais de 60 anos, gestantes, mães que estejam em até 45 dias de pós-parto (puérperas), trabalhadores da saúde, professores e portadores de doenças crônicas (mediante apresentação de atestado e solicitação da vacina por prescrição médica). A campanha será encerrada na quarta-feira (30), visto que na quinta-feira (31) é feriado por celebração de Corpus Christi e sexta-feira (1º) será recesso para a maioria das repartições públicas.

“O horário de atendimento foi estendido como estratégia para atingir aqueles que, pelos compromissos do dia a dia, não conseguem comparecer à UBS durante o expediente. Por isso, pedimos veementemente para que não percam a oportunidade e fiquem protegidos contra a H1N1, conhecida popularmente como Gripe A; a H3N2; e a Influenza B”, destaca a secretária municipal de Saúde, Michely Viguiato Pricinotto.

Não há previsão de prorrogação do prazo pelo Ministério da Saúde e a meta do Governo Federal é de que o município imunize 90% do público-alvo, que tem o total de 21.906 pessoas. Até a tarde dessa quinta-feira (24), a cobertura vacinal em Cianorte estava com pouco mais de 77%, sendo o grupo prioritário com o índice mais baixo o das crianças, com 63%, seguido pelo das gestantes, com 65%. Já entre os trabalhadores da saúde e professores, a imunização foi de 80%, enquanto a dos idosos foi de 84%. O melhor índice é o das puérperas, com mais de 93%.

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*