Mariluz recebe cerca de R$ 400 mil para obra de abastecimento de água

Recurso foi conquistado por meio de tratativas do deputado Zeca Dirceu na Funasa

A Fundação Nacional da Saúde (Funasa) pagou ao município de Mariluz aproximadamente R$ 400 mil para investimentos em uma obra de Sistema de Abastecimento de Água. O recurso foi conquistado por meio de tratativas do deputado federal Zeca Dirceu junto ao órgão.

A obra do novo Sistema de Abastecimento de Água irá beneficiar os moradores do Assentamento Nossa Senhora de Aparecida, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

O ex-vereador e membro da comunidade, Ângelo Costa Quintanilha, agradeceu ao parlamentar pelo seu empenho e trabalho para a liberação desses recursos. “Nós estamos muito agradecidos pelo trabalho do deputado Zeca Dirceu, que sempre atendeu as demandas da nossa comunidade. A obra do abastecimento de água vai trazer mais qualidade de vida e saúde para todos os moradores”, disse.

Já o prefeito, Nilson Cardoso, destacou que o deputado Zeca Dirceu é o deputado mais atuante em Mariluz e todo o município só tem a agradecer pelo trabalho desenvolvido na cidade. “Antes mesmo de eu ser prefeito, a nossa cidade já vinha sendo beneficiada com as ações e recursos do deputado Zeca. Ele é o nosso deputado e a liberação desse recurso é mais uma prova do seu comprometimento com toda a nossa população”, destacou.

Para o deputado Zeca Dirceu, o compromisso com Mariluz é de longa data. “Eu sou da região e conheço de perto as dificuldades de Mariluz, até porque sempre acompanhei a cidade e ajudei naquilo que sempre esteve ao meu alcance e, foi assim, também com essa obra para abastecimento de água. Água é vida e é vida de cada cidadão e cidadã de Mariluz e de todo o Paraná, que dá sentido ao meu trabalho”, finalizou o parlamentar.

Sobre o Assentamento

O Assentamento Nossa Senhora de Aparecida produz cerca de 300 mil litros de leite por mês, possui a criação de aproximadamente 4 mil cabeças de gado, além de cultivar cará, mandioca, palmito, entre outros cultivos.

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*