Polícia prende três suspeitos de matar homem com garrafa de vidro quebrada

O assassinato de Paulo Henrique da Silva Santos, 19, ocorrido na madrugada de domingo (25), na Avenida Capitão Índio Bandeira, próximo à Rua Mato Grosso, em Campo Mourão já foi  esclarecido pela polícia. Durante as investigações, a Polícia Civil prendeu ontem três pessoas suspeitas de envolvimento no crime, sendo dois jovens de 19 e 21 anos, além de um adolescente de 14.

Um outro menor, que também teria participado do homicídio está foragido. Testemunhas contaram que após o crime, os agressores saíram gritando ‘cagueta’, ‘cagueta’, tem que morrer’. Paulo Henrique teve o pescoço cortado por uma garrafa de vidro quebrada. Uma câmera de segurança no local mostrou o jovem de 21 anos praticando o crime. Ele mora no Lar Paraná.

Segundo o delegado-chefe da 16ª Subdivisão Policial de Campo Mourão, Nagib Nassif Palma todos os detidos ontem, estavam bebendo na madrugada do crime em um comércio, quando teria começado uma confusão com Paulo Henrique, que acabou agredido por três ou quatro rapazes.

O jovem deixou o local mancando, conforme mostraram imagens de câmeras de segurança e mesmo assim foi seguido pelos agressores, que continuaram o agredindo. Quando chegaram próximo à Rua Mato Grosso, ocorreu a execução, sem que a vítima tivesse nenhum meio de defesa.

Um dos menores ainda retornou ao local com a vítima já morta e levou a sua carteira. Os rapazes de 19 e 21 anos presos já têm passagem pela polícia por tráfico de drogas e danos ao patrimônio público, enquanto os menores não têm antecedentes. “Eles foram autuados por homicídio qualificado, lesão corporal seguida de morte e roubo”, disse o delegado.

 (Fonte: www.tasabendo.com / Clodoaldo Bonete)

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*