Gaeco prende três advogados

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Curitiba, realiza nesta quinta-feira (8), uma operação na cidade de Loanda. Denominada Burla, a ação visa uma organização criminosa composta sobretudo por advogados, e especializada em lesar clientes destes profissionais.

De acordo com as informações do Gaeco, até o momento, três advogados foram presos. Eles devem responder pelos crimes de falsidade ideológica, estelionato e apropriação indébita. Dois dos presos foram recolhidos a Paranavaí e o terceiro na sede do 4º Batalhão de Polícia Militar em Maringá.

O golpe

Conforme o Gaeco os advogados eram contratados pelas vítimas para entrar com ações contra instituições bancárias, relacionadas a revisão de aposentadoria ou de poupanças antigas. As ações eram ganhas pelos clientes, mas eles não recebiam os valores, já que os advogados ficavam com o montante.

Até agora já foram identificadas 29 vítimas, de acordo com o Gaeco, que acredita que outras pessoas que tenham sido lesadas devem procurar o Ministério Público após a divulgação do caso.

Colaboração Índio Maringá/Leco Mendes/Rede Massa

(Fonte: Massanews.com)

Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*